Veneza

Eis que fomos para Veneza. E não, não é Nova Veneza. É Veneza mesmo. Tipo, na Itália. Sabe?
Pois então. Depois de um mês sem atualizar o blog, meio que por falta total de paciência com a internet chinesa e meio que ocupada com outras coisitas mais, esse post encerra a viagem que fizemos para a Itália em outubro. É… Eu sei que tô meio atrasada. Mas só pode me julgar quem tiver que viver lidando com o grande firewall chinês.

Mas vamos à Veneza. A cidade é linda! E eu já tinha ouvido todo tipo de coisa, como que lá é fedido, cheio de ratos e blábláblá. Mas isso acho que ouvi de pessoas que nunca estiveram de fato em Veneza. Ou foram na época errada…!

Pelas "ruas" de Veneza...

Pelas "ruas" de Veneza...


Veneza é uma cidade pequena e pode facilmente ser desbravada em um único dia (isso se estiver com disposição para andar, já que lá não tem carros!).
Os pontos altos do turismo se resumem em poucas, mas inesquecíveis, situações.
Uma delas é conhecer a Basílica de São Marcos.
A base atual do prédio foi feita no ano de 1063. E ela está em constante restauração, pois é um dos pontos em risco de afundar. Aliás, quando entramos nela, tinha uma área que não podia ser visitada pois estava alagada. Mas isso não tirou a beleza do lugar.
Basílica de São Marcos

Basílica de São Marcos


Interior da Basílica

Interior da Basílica


Outro detalhe interessante é que você pode estar andando no meio da praça lotada e olhar para o lado e visualizar um transatlântico passando ali, como se fosse a coisa mais normal do mundo!
Detalhes de Veneza...

Detalhes de Veneza...


Até mesmo quando a gente se dá conta que passou o dia inteiro e não vimos um carro sequer. E damos de cara com um ponto de táxi em frente a Ponte de Rialto!
Ponte de Rialto

Ponte de Rialto


Outro passeio mega importante é a gôndola, né? Não é das coisas mais baratas não (entre €80 e €120), mas já pensou falar que foi em Veneza e não andou de gôndola? Isso não existe!
Só faltou o gondoleiro cantar ópera!

Só faltou o gondoleiro cantar ópera!


Até caipirinha feita com 51 é possível achar nas ruas charmosas dessa cidade linda!
No mais, queria agradecer ao cunhado/guia turístico – Guilherme “Codorna” – sem o qual essa viagem não poderia ter sido tão legal quanto foi! Ti amú!
Breno e o Guia Calucucú.

Breno e o Guia Calucucú.

E assim acabou a viagem para a Itália. Só não prometo que semana que vem faço post novo com Pequim, Paris, Harbin ou o Brasil-sil-sil porque estamos indo passar o Ano Novo Chinês em Bali!

Anúncios
Published in: on 26/01/2011 at 22:50  Comments (4)  
Tags: , , , ,

The URI to TrackBack this entry is: https://jusantana.wordpress.com/2011/01/26/veneza/trackback/

RSS feed for comments on this post.

4 ComentáriosDeixe um comentário

  1. anemmmmmmmmmmmmmmmmm, quero ver as fotos de Harbin
    posta logo, via.
    bjos

    Obs as fotos de Veneza estão lindas

  2. Eu fui, bem no Natal. Meldels, como fazia frio! Mas me perder naquelas ruazinhas e becos era fantástico, tenho muita vontade de voltar…
    Aliás, acho que a razão da cidade ser tão romântica é a quantidade de becos escuros, hehehe… o que tinha de gente se agarrando neles de noite!
    Bjs

    • É uma maravilha, né?
      Primeira oportunidade que tiver, volto pra Itália!
      =)

  3. Uau, uma ‘pichincha’ a gôndola, hein?!

    Viagem para a Itália com guia exclusivo deve ser perfeito mesmo!rs!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: