Visita da Família

Pois então. Em maio recebemos a tão esperada visita da familia. Com um ano e pouco morando aqui, tivemos o melhor mês de todos! Vieram minha mãe (Maily), meu pai (Santana), a mãe (Regina) e uma tia (Elza) do Breno.

Na ordem: Breno, Tia Regina, Tia Elza, Eu, Mãe e Pai.

Na ordem: Breno, Tia Regina, Tia Elza, Eu, Mãe e Pai.


Essa visita valeu até mais do que uma ida ao Brasil. E a demora pra postar se justifica pela choradeira que foi toda vez que eu decidia selecionar as fotos para o blog. Que saudade!!!
Mas vamos lá. O trajeto que fizemos com eles na China foi: Pequim, Xian, Leshan, Chengdu, Deyang e Pequim de novo – o avião deles chegou e partiu via Pequim, daí duas passadas por lá.
Na primeira passagem por Pequim fomos à Rua Wangfujing (famosa pelas barraquinhas de espetinhos estranhos), ao Silk Market (compras, compras e mais compras), à Grande Muralha e até sobrou um tempinho para ir na churrascaria brasileira.
No portão de entrada da Wangfujing.

No portão de entrada da Wangfujing.


Pai, Tia Elza, Breno e Tia Regina na Grande Muralha.

Pai, Tia Elza, Breno e Tia Regina na Grande Muralha.


Papai passeando pela muralha.

Papai passeando pela muralha.


Churrascaria Latin em Pequim.

Churrascaria Latin em Pequim.


Fomos também ver um show de Acrobacias e Kung-fu.
A lenda do Kungfu.

A lenda do Kungfu.

De lá fomos direto para Xian, lar dos Guerreiros de Terracota.
Eu e o Breno já fomos lá no ano passado.
Selecionamos os melhores lugares no pouco tempo que tínhamos e levamos o pessoal para visitar: Torre do Tambor, Torre do Sino, Muro de Proteção, Vila Neolítica Banpo e o Exército de Terracota.

Em frente a Torre do Tambor!

Em frente a Torre do Tambor!


Breno com a Mamis no Muro de Proteção da Cidade.

Breno com a Mamis no Muro de Proteção da Cidade.


E os dois com a vista do topo da Torre do Sino!

E os dois com a vista do topo da Torre do Sino!


Na Vila Neolítica de Banpo demos sorte. Agora tinha um museu que na época em que eu e o Breno fomos não estava em funcionamento.
Tem uma explicação de como o povo caçava e montava suas casas (em holograma), bichos feitos como se fosse da época e, o mais legal, uma maquete em tamanho real de como era o mundo.
Pra se ter uma idéia, fiz uma foto em panorama. Então dá uma clicadinha na foto pequena aí embaixo que ela fica grande e dá pra ver bem!
O mundo de 6000 anos atrás.

O mundo de 6000 anos atrás.


De lá, fomos ver os soldadinhos super legais do primeiro imperador da China, o Qin Shi Huang.
Nós e os mocinhos de terracota.

Nós e os mocinhos de terracota.


E viemos para Deyang. Nossa cidade.
Papai e mamãe ficaram no mesmo hotel que nós moramos nos nossos primeiros dois meses na China e Tia Regina e Tia Elza ficaram aqui em casa.
No lobby do Pacific International Hotel.

No lobby do Pacific International Hotel.


A área central do meu condomínio.

A área central do meu condomínio.


Aqui levei eles pra conhecer os principais lugares da cidade. Ou pelo menos os pontos que eu acho mais bonito e que realmente vale a pena conhecer!
Fomos ao Templo, à Carved Stone, à Praça WenMiao e passeamos muito em volta do rio e pela cidade.
Chegando no Templo.

Chegando no Templo.


No parque Carved Stone

No parque Carved Stone


Senhorzinho que ficou seguindo meu pai durante nosso passeio na Carved Stone.

Senhorzinho que ficou seguindo meu pai durante nosso passeio na Carved Stone.


Na praça Wen Miao.

Na praça Wen Miao.


Em uma dessas andanças pelo rio, encontramos duas alunas minhas – estou dando aula de inglês duas vezes por semana pra duas turmas de crianças.
Pai, Eu e duas das minhas aluninhas.

Pai, Eu e duas das minhas aluninhas.


O Breno levou eles na fábrica, pra conhecer o projeto.
Preparados pra entrar na fábrica!

Preparados pra entrar na fábrica!


E um dia fomos visitar o Parque dos Pandas. Infelizmente, como estava muito calor, os pandas estavam em lugares fechados e com ar condicionado. No habitat natural só conseguimos ver o Red Panda (firefox), pavões e cisnes. Mas tudo bem, né? O lugar é lindo por si só!
Mamãe e o panda!

Mamãe e o panda!


Panda no ar condicionado. Que calor!

Panda no ar condicionado. Que calor!


Red Panda Firefox.

Red Panda Firefox.


Pavão.

Pavão.


Cisne negro bebê!

Cisne negro bebê!


As carpas famintas.

As carpas famintas.


Tinha até um monge passeando por lá.

Tinha até um monge passeando por lá.


No fim de semana, fomos conhecer o Grande Buda de Leshan e mostrar pra eles Chengdu.
O Grande Buda de Leshan é o maior do mundo, com 71 metros de altura.
Pra chegar nos pés dele, é preciso descer uma escada em zig-zag construída no século VIII. Nada muito divertido.
A construção da estátua começou no ano de 713, durante a Dinastia Tang, e demorou mais de 90 anos pra ser concluído.
Pelo seu tamanho todo, os chineses costumam dizer que “A montanha é o Buda e o Buda é a montanha”.
Fora que rola todo aquele clima de templos e incensos, com esculturas magníficas pelo caminho até chegar na estátua principal, né?
Grande Buda de Leshan, patrimônio da Unesco desde 1996.

Grande Buda de Leshan, patrimônio da Unesco desde 1996.


Escultura em peça de madeira única. Linda!

Escultura em peça de madeira única. Linda!


A temida escada para ver o Buda!

A temida escada para ver o Buda!


A recompensa.

A recompensa.


E pra voltar tem que fazer esse caminho todo outra vez? Ainda bem que não!
Pegando uma carona.

Pegando uma carona.


Continuando o passeio, fomos para Chengdu. Passeamos pelas ruas típicas e fomos à um teatro de bonecos, sombras e máscaras.
Pirulito de açucar sendo feito na hora, em uma das ruas típicas.

Pirulito de açucar sendo feito na hora, em uma das ruas típicas.


Boneca chinesa do teatro.

Boneca chinesa do teatro.

Finalizando, fui com eles de volta à Pequim para eles voltarem ao Brasil. É. A choradeira recomeçou. Como da primeira vez que estivemos lá não deu tempo de levá-los em todos os lugares, dessa vez fizemos um passeio correria. Em dois dias visitamos a Praça da Paz Celestial, a Cidade Proibida, o Palácio de Verão e o Templo do Céu. Correndo porque tinha que voltar no Silk pra fazer mais compras, né?

Na Praça da Paz Celestial.

Na Praça da Paz Celestial.


Chegando na Cidade Proibida.

Chegando na Cidade Proibida.


O belíssimo Palácio de Verão.

O belíssimo Palácio de Verão.


Na porta do meu favortio, o Templo do Céu.

Na porta do meu favortio, o Templo do Céu.


E as mamis nos jardins do Templo.

E as mamis nos jardins do Templo.

Terminou o maior post da história. Demorado, mas feito com muito carinho.
Faltando seis dias para chegar no Brasil e matar a saudade!
Até daqui a pouco…!

Anúncios
Published in: on 25/07/2011 at 17:19  Comments (3)  

The URI to TrackBack this entry is: https://jusantana.wordpress.com/2011/07/25/visita-da-familia/trackback/

RSS feed for comments on this post.

3 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Seis dias!!!
    Haja coração, amigo!!!
    hehehehehe….
    Muito legal, Juju!!!
    Deve ter sido um passeio muito bacana!!!
    Os lugares são impressionantes e a companhia não poderia ser melhor, né?
    Bjos!

    • Tem nem coração mais!
      Já saiu pela boca faz é tempo…! hehehe

      Saudade!!!
      Bjo e calucucúuu.

  2. Que bom que a sua família conseguiu aproveitar essa oportunidade para conhecer a China, com “guia particular” e tudo mais.

    Não sabia que você estava dando aulas de inglês. Que bom! Eles pagam bem?

    E, pára tudo, você está vindo pra cá em 6 dias? Me avisa quando chegar!!!

    SAUDADES!!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: