Londres

Em agosto fomos para o Brasil visitar as famílias. Na volta paramos em Londres. Aproveitamos a viagem super comprida pra parar por 3 dias e conhecer a capital da Inglaterra.
Foi um passeio excelente! Conhecemos muitas coisas nesses dias. Foi bem legal, pois tivemos um “guia” particular: o Marcos, amigo do Breno, que mora há anos lá.
Basicamente, foi só por causa dele que conseguimos ver tudo o que vimos em tão pouco tempo.

Chegamos em Londres na quarta-feira, final da tarde. Ficamos num hotel em Bayswater, bem ao lado do Hyde Park. Fomos dar uma volta por lá antes de procurar algum lugar para jantar. Lá é lindo! Dentro do parque fica o Kensington Palace, onde morava a Princesa Diana e onde nasceu a Rainha Victoria.

The Broadwalk Cafe, no Hyde Park.

The Broadwalk Cafe, no Hyde Park.


Jardins do Kensington Palace.

Jardins do Kensington Palace.

Na quinta-feira pela manhã nos encontramos com o Marcos. Como estava chovendo, usamos o dia para visitar museus e outros lugares fechados.
Fomos primeiro ao Museu de História Natural, que é o máximo. Vimos ossadas de dinossauros, uma representação do Dodó e a Galeria do Museu de Geologia.

Museu de História Natural.

Museu de História Natural.


Marcos e Breno na galeria de entrada do Museu de Geologia.

Marcos e Breno na galeria de entrada do Museu de Geologia.


Saindo de lá fomos ao Museu de Ciências. Excelente! Acho que um dos museus mais legais que já fui. Mostra a evolução dos transportes (de locomotivas, passando por carros e aviões), tem uma simulação de um terremoto, tem o módulo real da Apollo 10, réplica do módulo da Apollo 11 e da Apollo 17… Mas o meu preferido é que tem um pedaço da lua. É, um pedaço da lua!
Carros, carros, carros! E aviões!

Carros, carros, carros! E aviões!


Réplica do módulo da Apollo 11 e da roupa do Neil Armstrong.

Réplica do módulo da Apollo 11 e da roupa do Neil Armstrong.


Foto tirada da Terra pela tripulação da Apollo 17.

Foto tirada da Terra pela tripulação da Apollo 17.


A piece of the moon!

A piece of the moon!


Depois dos passeios culturais, fomos conhecer a Harrod’s. Resumindo, lá é tudo de bom, tudo de lindo e tudo de caro. Mas tem que ir conhecer.
Em frente à Harrod's.

Em frente à Harrod's.


E à tarde aproveitamos que a chuva deu uma trégua e fomos conhecer o Green Park, Buckingham Palace, Saint James Park e a Westminster Abbey.
Palácio de Buckingham.

Palácio de Buckingham.


Abadia de Westminster.

Abadia de Westminster.


The Diana, Princess of Wales, Memorial Walk.

The Diana, Princess of Wales, Memorial Walk.

Mas nosso dia ainda não acabou! Ainda fomos no Palácio de Westminster, vimos o Big Ben, passamos pela Westminster Bridge, andamos na London Eye, paramos na Trafalgar Square para ver o relógio das Olimpíadas de 2012, caminhamos pela Piccadilly Circus, pegamos um ônibus vermelho e acabamos o dia no The Swan Pub.

The Big Ben.

The Big Ben.


London Eye, vista da Ponte de Westminster.

London Eye, vista da Ponte de Westminster.


De dentro da London Eye, com o Palácio de Westminster e o Big Ben ao fundo.

De dentro da London Eye, com o Palácio de Westminster e o Big Ben ao fundo.


Contagem regressiva na Trafalgar Square.

Contagem regressiva na Trafalgar Square.


No Museu do Ripley's, na Piccadilly Circus.

No Museu do Ripley's, na Piccadilly Circus.


London's Red Bus!

London's Red Bus!


When in England...!

When in England...!


Na sexta-feira, conheci Notting Hill.
É, aquele do filme. Até fiz compras na The Travel Bookshop (que estava prestes a ser fechada!).
Um lugar chamado Notting Hill.

Um lugar chamado Notting Hill.


Nesse dia tivemos um “pequeno-grande” problema com nossos cartões de crédito e débito. Sendo assim, tivemos que achar a agência do Banco do Brasil em Londres e sair correndo pra lá. E só conseguimos chegar à tempo (faltando minutos pra fechar) porque o Marcos tava com a gente. Senão tínhamos vindo pra China com todos os cartões bloqueados. O Banco do Brasil é legal, né? NOT!
Mas então tá. Resolvido esse problema, fomos passear mais.
Andamos pela London Bridge e admiramos a Tower Bridge. Com muita sorte, conseguimos pegar a Tower Bridge abrindo e fechando (algo que não é fácil de acontecer).
Conhecemos a Hay’s Galleria e nos refugiamos dentro de um pub quando a chuva chegou.
London Bridge.

London Bridge.


Breno e a Tower Bridge.

Breno e a Tower Bridge.


A chuva passou e nós continuamos a caminhar. Passamos pelo Tate Modern, onde tinha uma exposição de obras do Miró. Seguimos pela Millennium Bridge e, adivinhem! Fomos para outro pub.
Miró no Tate!

Miró no Tate!


Selo de aprovação da Rainha.

Selo de aprovação da Rainha.


Encerramos o dia com um jantar maravilhoso com o Marcos e a Elena (esposa do Marcos, que é croata mas fala português melhor que muito brasileiro por aí).
Marcos, Elena, Eu e Breno.

Marcos, Elena, Eu e Breno.


Sábado foi nosso último dia em Londres. Fomos à Camden Town (bairro onde Amy Winehouse viveu e morreu). Um lugar diferentíssimo e divertidíssimo. É onde tem os mercados londrinos mais excêntricos: dá para barganhar camisetas bacaninhas e comprar figurinos góticos completos. Também foi onde vimos as figuras mais exóticas.
Fachadas de Camden Town.

Fachadas de Camden Town.

Encerro por aqui. Agradeço mais uma vez ao Marcos e a Elena pelo carinho, pelo turismo e pela ajuda!
Deixo uma última foto, com as divertidas cabines telefônicas inglesas:

Ultimate british symbol.

Ultimate british symbol.

Published in: on 19/11/2011 at 23:09  Comments (7)  
Tags: , , , , , ,

Correndo!

Gente, tô meio atrasada com o blog… Mas é por uma boa causa!
Ainda falta postar a nossa viagem pra Londres e Singapura. Prometo fazer isso em breve.
Mas a correria que eu tô que me impediu de postar até hoje, é a arrumação de mala.
Estamos voltando para o Brasil!!! De vez!
A nossa aventura chinesa está chegando ao fim.
E com isso, vem muuuita coisa pra fazer (arrumar mala, entregar o apê, finalizar os trabalhos)…
Mas logo, logo dou notícias, tá?

Published in: on 05/11/2011 at 18:20  Comments (1)  
Tags: , ,

Brasil na Copa

Então. Estamos assistindo os jogos do Brasil sim. Só que tudo com narração em Chinês (acho que é melhor isso do que o Galvão, né?). É super engraçado os chineses falando o nome dos brasileiros. O Kaká parece que é chamado de Kága. O Júlio César vira Diúliu Cezáaa e assim vai… Mas com o pouco das aulas de chinês que a gente teve, até que dá para entender uma palavra ou outra…
Aqui os jogos variam de horário. Dia que o jogo é 15h30 aí no Brasil, aqui é 2h30 da madrugada. Aí como aqui em casa tem quarto de hóspede (já tô dando a dica para quem quiser vir visitar, tá?) a Fernanda e o Guilherme dormem aqui quando é assim. E no caso dos jogos 11h aí no Brasil, aqui é 22h. Aí eu e o Breno vamos filar bóia na casa da Fê e do Gui.
Mas isso tudo é só para mostrar uma foto para vocês.
Na sexta-feira passada, dia do jogo BrasilxPortugal, chegamos na casa da nossa amiga Sunny para a aula diária de mandarim. A Sunny é aquela que é casada com o francês que trabalha com os meninos e tem a filhinha mais linda que é mistura de chinês com francês (e depois de passar duas semanas na França, ela tá falando um mooonte de palavra em francês). E, para nossa surpresa, a Lea tava a coisa mais linda do mundo fazendo parte da torcida do Brasil:

Lea torcendo pelo Brasil

Lea torcendo pelo Brasil

Fora isso, queria dividir essa notícia engraçado sobre a China (como se daqui tivesse outra coisa senão notícias engraçadas e bizarras) que o Gump me passou: http://bit.ly/bnRIif

Published in: on 02/07/2010 at 10:46  Comments (2)  
Tags: , , , , ,

ExpoShangai 2010

Antes de mais nada, tem uma foto super legal dos túneis do metrô de Xangai que eu achei na internet (desse site aqui) e não podia deixar de compartilhar:

Tunel de Metrô abaixo do Bund em Xangai.

Tunel de Metrô abaixo do Bund em Xangai.

Agora, voltando a ExpoShanghai.
Chegamos lá, uma felicidade só. Demos um pequeno azar de ir pra Xangai dois dias depois do Dia do Brasil na Expo (com direito a show do Carlinhos Brown e tudo mais) e nos foi dito que teria chance de ter um show na noite de sábado também. Então, fomos no sábado mesmo.
Primeiro lugar: Pavilhão Brasileiro, lógico. Vamos matar a saudade de casa, ver alguma coisa escrita em português, bater um papo com um brasileiro…

Eu e a Fê, sem saber o que NÃO vinha pela frente.

Eu e a Fê, sem saber o que NÃO vinha pela frente.


Chegando lá não tinha nada disso. Não tinha uma palavra escrita em português.
Cadê a mulata e o jogador de futebol? Não tinha!!! Nenhum dos clichês brasileiros estavam por lá. Aliás, nenhum brasileiro. Nem mesmo uma baiana oferecendo acarajé!!!
Tá, exagero… Eu sei. Mas no pavilhão da África do Sul tinha sul-africano. No pavilhão dos EUA tinha americano. E o pavilhão do Brasil fazendo a gente passar vergonha. Eu, o Breno, o Guilherme e a Fernanda fizemos uma votação de como definir o pavilhão brasileiro em apenas uma palavra. A vencedora foi: “ridículo“.

Mas, depois da decepção… Abrimos o mapa e, ali, pertinho da gente: o Pavilhão da Coca-Cola! Pois é. Pensa como eu fiquei. Pensou? Multiplica por mil. Isso… Agora tá chegando perto.

Coca-Cola (Fábrica da Felicidade)

Coca-Cola (Fábrica da Felicidade)

E ainda corri o risco de não conseguir visitar. A fila fechou as 21 horas. Nós chegamos lá era 21:02. Eu tive que praticamente implorar para o encarregado para me deixar entrar na fila, ocupar o lugar de 8 pessoas que tinham desistido, quase chorar, gritar que eu tinha viajado do Brasil só pra visitar o Pavilhão da Coca…
Depois dessa choradeira toda, todos os funcionários de lá compartilharam do meu sofrimento e nos deixaram entrar na fila. Até pedi para tirar foto com um deles usando a jaqueta da Coca e todos quiseram aparecer:

Sempre Coca-Cola

Sempre Coca-Cola

Ainda fizeram o pavilhão com o meu tema favorito de todas as propagandas da Coca: A Fábrica da Felicidade.
[videolog 308330]

E tudo lá dentro remetia a isso… Era como se a gente realmente estivesse visitando a Fábrica da Felicidade.

Empregados do Mês

Empregados do Mês

E no final, a gente ganha uma garrafinha de Coca especial, que dá uma sacudidela e ela gela na hora. Fora as milhares de garrafas de coca espalhadas pelo espaço, querendo carregar tudo pra casa (pelo menos eu queria).

Arrumando emprego na Fábrica da Felicidade

Arrumando emprego na Fábrica da Felicidade

E eu, criança feliz, só tô aumentando minha coleção da Coca-Cola!!!

Published in: on 24/06/2010 at 20:32  Comments (7)  
Tags: , , , , , ,

Xangai

Depois de muito enrolar, vou falar sobre nossa viagem para Xangai. Fomos dia 04 de junho (sexta-feira) e voltamos dia 07 (segunda-feira).
A cidade é linda! Toda moderna e assustadoramente veloz nas suas construções. E na quantidade de construções. Todo lugar que você olha tem uma grua (ou trocentas).
Lá nos viramos bem mais fácil do que em Pequim. Sem medo de pegar metrô e com a vantagem de ter postos de atendimento de turismo com voluntários que falam inglês por conta da ExpoShanghai 2010.
Do hotel pegávamos um micro-ônibus até o aeroporto (relativamente perto e com saída de meia em meia hora). No aeroporto pegávamos o Maglev e íamos para a estação de metrô. Excelente, super divertido e ainda economizamos um bom dinheiro que gastaríamos em taxi.
A diversão ficou muito por conta do Maglev. Afinal de contas, não é todo dia que temos a chance de andar no trem mais rápido do mundo, que atinge incríveis 431 km/h.

Guilherme e Breno no Maglev

Guilherme e Breno no Maglev


Lá em Xangai tem o Pudong, que é o centro financeiro da cidade e a casa de uma das bolsas de valores mais importantes do mundo. Além disso, é uma das áreas de contruções mais modernas do mundo, com prédios como o Shanghai World Financial Center e a Torre Pérola Oriental.
Eu e Breno em frente ao Pudong.

Eu e Breno em frente ao Pudong.


Mas além do Maglev, dos prédios super diferentes, uma das melhores coisas que a gente encontrou por lá foi a Latina Churrascaria! Depois de três meses sem comer feijão e cortes de carne decentes, almoçamos uma feijoada com churrasco de picanha, maminha, fraldinha… Para brasileiro nenhum botar defeito! Teve que rolar até um epocler depois do almoço!
Entrada da Churrascaria Latina

Entrada da Churrascaria Latina


Como sempre, tem mais fotos no flickr!

No próximo post vou falar sobre a decepção que foi a ExpoShanghai.

Published in: on 21/06/2010 at 5:54  Comments (2)  
Tags: , , , , , ,