Mais um pouco de Xangai

Para finalizar sobre a nossa visita a Xangai e começar logo sobre a visita à Xi’An, né?

Lá em Xangai, conhecemos o Yu Yuan Garden, um jardim que ocupa uma área de cerca de 20 km2. Lá dentro a gente encontra de tudo, desde uma casa de chá de centenas de anos até várias barraquinhas que vendem bugigangas de todos os tipos. E lá que compramos uma das coisas mais legais que vamos levar de volta ao Brasil: a plaquinha do Breju Bar (pegou?).

Breju Bar no Yu Yuan Garden

Breju Bar no Yu Yuan Garden

Fomos também em uma igreja católica. Até engraçado, porque os vitrais misturam um pouco as culturas, tendo rosas e bambus ilustrados. Mas Jesus é igual ao Jesus que a gente conhece mesmo: nada de olhos puxados.
Aproveitando o assunto de igreja, vou falar de casamento. Tem uma tradição aqui na China de que os noivos façam o álbum de casamento ANTES do casório de fato (igual tem as fotos de estúdio aí no Brasil, sabe?). Aí eles mostram o álbum aos convidados no dia do casamento. Legal, né? E é meio que uma super produção: a noiva de vestidão longo, o noivo de terno… Tem vezes que as moças trocam de roupas várias vezes para fazer as fotos mais diferenciadas.
E entrei nesse assunto porque na frente da igreja que a gente foi tinha um casal fazendo o ensaio fotográfico lá. Coisa mais fofa! E eu tirei uma foto para mostrar pra vocês, lógico!

Ensaio fotográfico em frente a igreja.

Ensaio fotográfico em frente a igreja.

Mas vimos também um lado espiritual de Xangai que é super legal.
Visitamos um templo budista ainda em funcionamento e conseguimos participar de uma cerimônia lá. Foi até engraçado, porque tinha uma senhorinha do meu lado que me puxou, fez eu colocar minhas mãos na posição de oração e ficava com o livro de música virado para mim, como se eu fosse conseguir ler alguma coisa do que estava escrito lá!

Guilherme e eu participando da cerimônia budista.

Guilherme e eu participando da cerimônia budista.

Vimos budas de todos os jeitos, de madeira, jade, esculpido em tronco de árvore… Mas o mais impressionante foi um Buda de prata, o Buda de Jing’an. Ele tem 8.8 metros de altura e pesa aproximadamente 15 toneladas!

Jing'an Silver Buddha

Jing'an Silver Buddha

E, para finalizar, voltamos à Latina Churrascaria… Porque sabe-se lá quando que vamos comer churrasco de novo, né?

Latina La Villa com a Pérola do Oriente ao Fundo

Latina La Villa com a Pérola do Oriente ao Fundo

Vou colocar mais fotos no flickr, como sempre.
E próximo post espero começar sobre Xi’An!

Anúncios
Published in: on 04/07/2010 at 19:01  Comments (3)  
Tags: , , , , ,

Mais ExpoShanghai

[videolog 553530]

Published in: on 03/07/2010 at 17:54  Deixe um comentário  
Tags: , , , ,

ExpoShangai 2010

Antes de mais nada, tem uma foto super legal dos túneis do metrô de Xangai que eu achei na internet (desse site aqui) e não podia deixar de compartilhar:

Tunel de Metrô abaixo do Bund em Xangai.

Tunel de Metrô abaixo do Bund em Xangai.

Agora, voltando a ExpoShanghai.
Chegamos lá, uma felicidade só. Demos um pequeno azar de ir pra Xangai dois dias depois do Dia do Brasil na Expo (com direito a show do Carlinhos Brown e tudo mais) e nos foi dito que teria chance de ter um show na noite de sábado também. Então, fomos no sábado mesmo.
Primeiro lugar: Pavilhão Brasileiro, lógico. Vamos matar a saudade de casa, ver alguma coisa escrita em português, bater um papo com um brasileiro…

Eu e a Fê, sem saber o que NÃO vinha pela frente.

Eu e a Fê, sem saber o que NÃO vinha pela frente.


Chegando lá não tinha nada disso. Não tinha uma palavra escrita em português.
Cadê a mulata e o jogador de futebol? Não tinha!!! Nenhum dos clichês brasileiros estavam por lá. Aliás, nenhum brasileiro. Nem mesmo uma baiana oferecendo acarajé!!!
Tá, exagero… Eu sei. Mas no pavilhão da África do Sul tinha sul-africano. No pavilhão dos EUA tinha americano. E o pavilhão do Brasil fazendo a gente passar vergonha. Eu, o Breno, o Guilherme e a Fernanda fizemos uma votação de como definir o pavilhão brasileiro em apenas uma palavra. A vencedora foi: “ridículo“.

Mas, depois da decepção… Abrimos o mapa e, ali, pertinho da gente: o Pavilhão da Coca-Cola! Pois é. Pensa como eu fiquei. Pensou? Multiplica por mil. Isso… Agora tá chegando perto.

Coca-Cola (Fábrica da Felicidade)

Coca-Cola (Fábrica da Felicidade)

E ainda corri o risco de não conseguir visitar. A fila fechou as 21 horas. Nós chegamos lá era 21:02. Eu tive que praticamente implorar para o encarregado para me deixar entrar na fila, ocupar o lugar de 8 pessoas que tinham desistido, quase chorar, gritar que eu tinha viajado do Brasil só pra visitar o Pavilhão da Coca…
Depois dessa choradeira toda, todos os funcionários de lá compartilharam do meu sofrimento e nos deixaram entrar na fila. Até pedi para tirar foto com um deles usando a jaqueta da Coca e todos quiseram aparecer:

Sempre Coca-Cola

Sempre Coca-Cola

Ainda fizeram o pavilhão com o meu tema favorito de todas as propagandas da Coca: A Fábrica da Felicidade.
[videolog 308330]

E tudo lá dentro remetia a isso… Era como se a gente realmente estivesse visitando a Fábrica da Felicidade.

Empregados do Mês

Empregados do Mês

E no final, a gente ganha uma garrafinha de Coca especial, que dá uma sacudidela e ela gela na hora. Fora as milhares de garrafas de coca espalhadas pelo espaço, querendo carregar tudo pra casa (pelo menos eu queria).

Arrumando emprego na Fábrica da Felicidade

Arrumando emprego na Fábrica da Felicidade

E eu, criança feliz, só tô aumentando minha coleção da Coca-Cola!!!

Published in: on 24/06/2010 at 20:32  Comments (7)  
Tags: , , , , , ,

Xangai

Depois de muito enrolar, vou falar sobre nossa viagem para Xangai. Fomos dia 04 de junho (sexta-feira) e voltamos dia 07 (segunda-feira).
A cidade é linda! Toda moderna e assustadoramente veloz nas suas construções. E na quantidade de construções. Todo lugar que você olha tem uma grua (ou trocentas).
Lá nos viramos bem mais fácil do que em Pequim. Sem medo de pegar metrô e com a vantagem de ter postos de atendimento de turismo com voluntários que falam inglês por conta da ExpoShanghai 2010.
Do hotel pegávamos um micro-ônibus até o aeroporto (relativamente perto e com saída de meia em meia hora). No aeroporto pegávamos o Maglev e íamos para a estação de metrô. Excelente, super divertido e ainda economizamos um bom dinheiro que gastaríamos em taxi.
A diversão ficou muito por conta do Maglev. Afinal de contas, não é todo dia que temos a chance de andar no trem mais rápido do mundo, que atinge incríveis 431 km/h.

Guilherme e Breno no Maglev

Guilherme e Breno no Maglev


Lá em Xangai tem o Pudong, que é o centro financeiro da cidade e a casa de uma das bolsas de valores mais importantes do mundo. Além disso, é uma das áreas de contruções mais modernas do mundo, com prédios como o Shanghai World Financial Center e a Torre Pérola Oriental.
Eu e Breno em frente ao Pudong.

Eu e Breno em frente ao Pudong.


Mas além do Maglev, dos prédios super diferentes, uma das melhores coisas que a gente encontrou por lá foi a Latina Churrascaria! Depois de três meses sem comer feijão e cortes de carne decentes, almoçamos uma feijoada com churrasco de picanha, maminha, fraldinha… Para brasileiro nenhum botar defeito! Teve que rolar até um epocler depois do almoço!
Entrada da Churrascaria Latina

Entrada da Churrascaria Latina


Como sempre, tem mais fotos no flickr!

No próximo post vou falar sobre a decepção que foi a ExpoShanghai.

Published in: on 21/06/2010 at 5:54  Comments (2)  
Tags: , , , , , ,